domingo, 18 de dezembro de 2011

Os ofuscadores de Janduís


Ofuscar, segundo o dicionário do Aurélio, significa “impedir de ver ou de ser visto: ocultar, encobrir, obscurecer. O nevoeiro denso ofuscava a paisagem. Turvar, toldar. A presença da moça ofuscava-lhe a razão. A forte luz do Sol ofuscou-o. Tornar menos distinto, menos claro: Sua viva inteligência ofuscava a dos outros candidato. A iluminação, de intensa, ofuscava.. Perde o brilho, o prestígio, o valor, apagar.


Pronto. A definição do Aurélio esclarece, totalmente, o ânimo dos nossos opositores, em Janduis. Não se precisava acrescentar mais nada. São pessoas que vivem, apenas, tentando impedir que o nosso povo está mais feliz, que os janduienses vivem um momento de construção esplendoroso. Um nevoeiro, provocado pelo progresso social, ofusca-lhes densamente a visão: são incapazes de ver!


São como aquele moço enlouquecido, cuja “presença da moça ofuscava-lhe a razão”. Ou então, estão ofuscados pela “forte luz do Sol” (astro Rei que ilumina Janduis!) Pode ser, também, que eles, sem brilho próprio, se deixaram ofuscar pela viva inteligência dos que brilhantemente conduzem a vida dos janduienses.


É de se notar que a iluminação intensa do progresso de Janduis ofusca, cada vez mais, a visão míope daqueles que continuam acorrentado ao passado de opressão , de enganação das pessoas, com a distribuição de promessas ou de pequenos favores em troca do voto. Porém, em Janduis, a luz do astro Rei, de tão intensa, ofusca! E os demais, que não gravitam em torno da órbita do avanço social da nossa gente, perdem, total e definitivamente, o brilho, o prestígio, o valor... Até que, totalmente, se apaguem!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Mensagens de Amor a Nina

NINA, PERSONAGEM MARCANTE DE NOSSAS VIDAS

"Em mim, Andrei e em Vassili ficou impregnada, profundamente, a característica fundamental de Nina: a determinação de viver intensamente a sua existência.

Sua essência maior era o poder de tomar decisões firmes e inteligentes. Em todos os aspectos! Na vida pessoal, enquanto mulher e mãe, nunca deixou de ser um esplendor de segurança, firmeza, ternura e amor. Porém, sempre se nos apresentava como a pessoa em quem podíamos nos espelhar, nos momentos de dúvidas e de indecisões.

Nina, acima de tudo, era expressão de uma coragem fundamentada na inteligência e na sabedora de quem sabe o que quer. Nunca admitia protelações, quando o momento exigia decisões rápidas.

Impressionava-nos pela capacidade de aprender rapidamente e de mostrar convicções naquilo em que acreditava. Para marido e filhos, era gratificante sentir que ela tinha sempre a decisão mais acertada. Sofria quando, convicta de suas ideias, não era compreendida. Mas esperava, calada, o aparecer da verdade. Traçou com coragem e sabedoria todo o roteiro do resto da sua vida ao saber que tinha apenas alguns anos no convívio conosco. Porém, nunca deixou de viver intensamente a vida".

Salomão Gurgel Piheiro (Esposo)


"Peço que me tragam um punhado da terra de Janduis, onde a minha filha repousa. Igualmente, peço que se leve um punhado da terra de Moscou, onde ela nasceu, para ser depositado no seu túmulo"

Vassili Ivanovitch Barinov (Pai)

"Agradeço a Salomão, a sua família e a todos os amigos, em Caicó, Janduís e Natal, pelo carinho e pelo imenso amor dedicados à minha filha"

Maria V. Barinova (Mãe), em janeiro de 2011.

"Amo a minha mãe. Ela está no meu coração e, nele, permanecerá para todo o sempre. Mamãe educou-me com a força e a luz do seu amor. A última vez que a vi, véspera de sua partida, ela já não sentia a minha presença física. Eu a beijei e chorei, até que me lembrei que ela não queria que papai, Andrei e eu sofrêssemos tanto com a sua ausência. Hoje, tendo vivido um ano de saudades, posso dizer que parte da minha felicidade é devida às boas lembranças que tenho do seu colo que me aconchegava, das suas mãos, que me acariciavam e do seu amor que me fez uma pessoa de bem. Agradeço a Deus pela Mãe que me deu".

Vassili S. Barinov Gurgel (Filho)

"Uma vida toda é bastante tempo. Relativamente. Durante um período de vida nós nascemos, crescemos, aprendemos, dividimos e morremos. O que são horas para uma pessoa que irá viver anos, décadas? O exemplo d´Ela me ensinou o contrário. Uma vida toda é muito pouco tempo. Ela sempre soube o que queria e como queria. Ela nunca teve medo de tentar, pois sabia que a vida é dada apenas uma vez e temer fracassos é perder oportunidades e experiências. Sempre em frente. Sempre certa e segura. Todas as suas escolhas foram certas. Amor. Separação. Viagem. Nova vida. Mesmo em horas de temor e de suposta incerteza, Ela foi forte e vitoriosa. Não há bens materiais que se comparem com o exemplo que Ela deixou para todos nós. Nunca temer, nunca parar, nunca deixar. Sempre aprender, usufruir, amar e construir. A vida é muito curta. Ela sempre estará no meu coração e em meus pensamentos"!

Andrei S. Barinov Gurgel (Filho)


"De todas as minhas pessoas queridas, que retornaram à Casa do Pai, a ausência física, mais sentida, tem sido a de NINA, porque com ela convivia, sob o mesmo teto do Casarão, pelo menos, três dias por semana, durante seis anos. Acompanhei de perto a sua doença. Nunca vi alguém caminhar com a morte, com tanta elegância e resignação. A sua grande devoção era o Divino Espírito Santo. Agora, a gente só se encontra nos meus sonhos. O último foi na madrugada do dia 15/10/2011. Ela me disse que gosta das rosas, que Salomão lhe dá, a cada dia 15 do mês... eu perguntei se já tinha contemplado a face de Deus e recebido a Coroa da Glória...  eça sorriu... e começou a sair do meu sonho, numa nuvem branca e luminosa, emoldurada por uma estrela... e aí, ainda em sonho, eu entendi que ela está plena de felicidades e da graça de Deus".

Lourinalda Almeida Gurgel (Cunhada)

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

DEMOCRACIA SE FAZ COM PARTICIPAÇÃO E RESPEITANDO A DECISÃO DA MAIORIA

O exemplo democrático do município de Janduís, no tocante à definição de onde seriam aplicados os recursos da Emenda de Iniciativa Popular ao Orçamento Geral da União, demonstra como é feita a discussão do orçamento participativo em sua essência, de forma clara e abrangente.

Durante a semana que antecedeu a Audiência Pública, realizada no dia 21 de novembro, todas as autoridades, representantes de associações, de grupos culturais, de organizações não-governamentais, de partidos políticos, líderes religiosos, e a sociedade civil organizada como um todo, foram convidados a se fazerem presentes na reunião realizada na Casa da Música, através de convites, carro de som e divulgação maciça na Rádio Comunitária 87,9 FM de Janduís.

O resultado dessa intensa divulgação foi o seguinte: cerca de 300 pessoas participaram da audiência pública. Um número expressivo, que demonstra uma população esclarecida e interessada em discutir as soluções para as demandas cotidianas.

As seis metas, encaminhadas pelo Governo Federal, foram apresentadas pelo secretário de Planejamento Karlmarx Gomes Bezerra, que mostrou, a descrição completa e a finalidade das ações onde os recursos poderiam ser aplicados.

Após essa apresentação técnica, a população teve a oportunidade de discutir, democraticamente, qual das metas apresentadas era considerada prioritária. Cerca de vinte pessoas se pronunciaram, defendendo os seus pontos de vista com argumentações equilibradas e pontuais, comprovando que a discussão foi feita de forma inteligente e com ampla participação popular.

Com maioria absoluta de votos, a população definiu que os recursos da Emenda de Iniciativa Popular serão investidos na implantação de melhorias sanitárias domiciliares para prevenção e controle de doenças e agravos. A finalidade dessa ação é dotar os domicílios e estabelecimentos coletivos de condições sanitárias adequadas.

Essa foi a decisão da maioria da população, que lotou as dependências da Casa da Música. E democracia também é aceitar a escolha das pessoas que fizeram questão de exercer a sua cidadania participando das discussões ativamente e respeitando a decisão da maioria.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

EM NOME DE DEUS E DA LEI
 
Em janeiro de 1993, quando assumi o honroso cargo de Presidente da Câmara Municipal de Janduís, tive a minha primeira conversa, com a então secretária da Casa, Aninha Pinheiro, para dela, receber as devidas orientações, sobre como conduzir uma sessão. Perguntei-lhe se era “obrigado” abrir e encerrar a sessão, falando “EM NOME DE DEUS E DA LEI”, e ela respondeu: “não tenho certeza, mas é de praxe”. Reportei-me aos meus 05 anos de idade, quando meus pais já me faziam entender que “NÃO SE DEVE USAR O NOME DE DEUS EM VÃO” e, ao longo do tempo, eles, também, me ensinaram que, nunca e em momento algum, podemos desrespeitar o médico e o padre, porque, abaixo de Deus, estão eles para cuidar de nós, na vida e na morte, da saúde do nosso corpo e da salvação da nossa alma.

Benditos ensinamentos, que fizeram de mim Presidente da Câmara Municipal de Janduís, que soube honrar o cargo, respeitando os meus pares e o povo que ali, todos nós representávamos, “EM NOME DE DEUS E DA LEI”. Na minha gestão, nenhum vereador foi induzido a votar contra ou a favor de qualquer matéria, sem ter a total compreensão do seu conteúdo. Vale ressaltar que, àquela época, não tínhamos assessoria jurídica, daí porque éramos obrigados a ter, como “livros de cabeceira” a Lei Orgânica do Município e o Regimento Interno da Câmara. No meu discurso de posse disse aos meus pares: “aqui somos os senhores do nosso destino, enquanto legisladores”. Não podemos admitir que um vereador, mesmo estando no primeiro mandato, não tenha estudado estes “livros”.

Todos somos iguais perante à Lei. Nenhum cidadão pode ser absolvido de um crime, alegando o desconhecimento da Lei. É o que preceituam a nossa Constituição e o Código Penal Brasileiro. Coitados, destes livros, que diariamente são feridos, por aqueles que mais deveriam entender e respeitar. Imaginem o cidadão, que mora lá no pé da serra, em plagas longínquas, ser punido do mesmo modo que deveria ser um vereador, que tem, por obrigação, fazer Leis, aprovar e fiscalizar a sua aplicação. E tem mais o tal de “foro privilegiado”, em que os mais letrados são acobertados e ficam na vantagem da impunidade. É injusto mas, “DURA LEX SED LEX”.

Na terça-feira, 29/11/11, a Secretária da SEMTHAS, Nailka Saldanha e eu fomos à Câmara prestar esclarecimentos. Nailka, sobre programas habitacionais e eu sobre IPTU, Criação do Conselho Municipal de Juventude, face ao funcionamento das instituições educacionais e, também, denunciar um ato de invasão de domicílio, desrespeito à pessoa idosa, e desacato à autoridade, dentro da minha própria casa, ocorrido em 07/11/11.

A Secretária Nailka fez uma brilhante e precisa exposição sobre o seu tema, dirimindo dúvidas e suscitando perguntas sérias, inteligentes e pertinentes, por parte dos vereadores Braga, Fábio Dantas, Jacinto Fernandes e Jozenildo Morais, mas, ao final, o Presidente da Câmara, vereador Adeilson Alves, em vez de “fechar com chave de ouro”, disse: “foi bom, mas não me convenceu”. A Secretária Nailka, respeitosamente, respondeu: “fiz o que devia fazer, dentro da legalidade. Não posso obrigar Vossa Excelência a acreditar no que não quer”. Parabenizei Nailka pela elegante resposta, que se encaixa perfeitamente no que disse alguém: “NENHUMA PALAVRA É NECESSÁRIA PARA QUEM QUER ENTENDER E ACEITAR UMA VERDADE. DO MESMO MODO, QUE MIL PALAVRAS SÃO DESNECESSÁRIAS PARA QUEM NÃO O QUER”.

Quanto a mim, fiquei bastante satisfeita. Expus tudo o que havia planejado usando a “metodologia professoral”. O primeiro assunto referia-se ao pagamento do IPTU que, na sessão do dia 08/11/11, havia sido abordado, por alguns vereadores, de forma emocional e “chacotal” levando os ouvintes a crerem que, ali, estava se infringindo as Leis, que versam sobre tributação.

Falei sobre o Projeto de Lei n° 008/2011, que versa sobre a reforma administrativa, em que o Poder Executivo propõe a criação de cargos de diretor, vice-diretor e coordenador, para instituições educacionais – escolas, creches, CRAS e complexo poliesportivo. Todos estes cargos seriam ocupados por jovens do nosso Município, que têm o grau de instrução exigido, capacidade e experiência na área de administração escolar, pedagogia e esporte. Os vereadores Adeilson Alves (Presidente da Câmara), Fábio Dantas, Jacinto Fernandes, Jozenildo Morais e Lígia Félix, VOTARAM CONTRA AS NOSSAS CRIANÇAS, ADOLESCENTES E JOVENS. Eles provaram que não querem bem e nem o bem da nossa juventude. Talvez, se tivessem pensado em seus próprios filhos, teriam aprovado o Projeto, por amor ao próximo. OS VEREADORES QUE VOTARAM A FAVOR foram: Braga, Raimundo, Rênio e Paulinho.

Fiquei ainda, mais satisfeita, quando consegui levar à Mesa Diretora da Câmara, a reconhecer e declarar que desrespeitaram o Regimento da Casa, ao permitir o uso da Tribuna Popular, por dois jovens que ali foram. Uma para tratar de assunto particular e outro para fazer denúncia, sem representar nenhuma instituição, portanto, sem séquito.

Como não me fizeram nenhuma pergunta, nenhuma intervenção, resolvi ficar para ouvir os vereadores, na TRIBUNA LIVRE. FOI MUITO BOM ouvir o vereador Jacinto Fernandes, defender “com unhas e dentes” o pagamento de todo e qualquer tributo. FOI MELHOR ouvir o vereador Jozenildo Morais, fazer a mesma defesa, em nome de Jesus, levando os presentes à uma matéria publicada, pelo prefeito Salomão Gurgel, em seu blog, com o título “Dai a César o que é de César”. FOI ÓTIMO ouvir o vereador Fábio Dantas repreender o Presidente da Câmara, vereador Adeilson Alves, por induzir os seus pares a votarem uma matéria antirregimental. No caso, o uso ilegal da Tribuna Popular. Foi DECEPCIONANTE ouvir Fábio dizer, mais uma vez, que rasgou o seu boleto do IPTU, em frente à Prefeitura... “tá” gravado e deve constar em Ata. Pensar que a cobrança do IPTU se dá em decorrência de Leis, que foram aprovadas EM NOME DE DEUS E DA LEI! Eis aí, vereador Jozenildo Morais, um assunto que poderá até ir para o GUINNESS WORLD RECORDS, como você sugeriu na Sessão do dia 08/11/11. Mas antes, fale com o Presidente do seu novo Partido (PSD). Se ele for sério, vai ver que, pelo menos aqui em Janduís, começou muito mal. É sabido que nas Democracias mais avançadas e aperfeiçoadas os partidos políticos nem registram a candidatura de um membro que assim, se comporta, porque são vistos como pessoas que maculam o partido e envergonham a Nação.

Concluindo: logo, no início, o Presidente nos deu as BOAS VINDAS dizendo: “foram elas que pediram para vir à Câmara. Não fomos nós que solicitamos”. É decepcionante uma Secretária ir à Câmara, pedir para esse Poder, exercer as suas funções no que tange à fiscalização, à plena e correta aplicação da Lei.  Se Nailka e eu fôssemos “fracas”, teríamos desistido mas, neste ponto, temos uma grande afinidade: topamos os desafios, porque temos a certeza de que PODE MAIS QUEM SABE MAIS E QUE OS GRANDES VENCEDORES SÃO AQUELES QUE DIRECIONAM AS SUAS AÇÕES PARA O BEM COMUM DE UM POVO QUE ESTÁ SOB A SUA GUARDA.

Lourinalda Almeida Gurgel

terça-feira, 29 de novembro de 2011

E como era bela e mãezonha a minha sogra!

Quando namorava sua filha, não tive logo a oportunidade de conhecê-la: nosso namora era clandestino, pois seu marido era um oficial do Exército Soviético. Filha de militar não podia nem pensar em envolver-se com estrangeiro! E eu era um estrangeiro que me havia atrevido conquistar um desses frutos proibidos do paraíso soviético...


A filha me descrevia a mãe como uma mulher severa, muito bonita, elegante, trabalhadora, e que mantinha, em casa, uma disciplina exemplar para a criação dos filhos: Nina, a mais velha e Iuri, o rapaz que, também, foi para a escola militar, a exemplo do pai.


Maria, o seu nome, era, antes de tudo, uma mãe, que, rígida, amava o marido, oficial linha dura, estaliinista, e os dois filhos, nem tanto antenados com o regime soviético! Mas sabia ser mãe e mulher: arranjou um jeito de ficar, sempre, ao lado da filha: não sabia de nada, mesmo sabendo de tudo...


Assim foi, até que a filha engravidou, mesmo sem casar, para a surpresa de todos, menos dela! Encarregou-se, ela mesma, de contar tudo ao marido, que, enganado, explodiu, mas foi dobrado pela doçura de Maria!


O filho Vassili, na barriga da mãe, foi o diplomata que conseguiu unir a todos e quebrar resistências: já nasceu com o nome do avô, que se envaideceu e ficou mais manso pro meu lado. Maria, como avó, foi maravilhosa! Não quebrou sua rotina de médica do trabalho, nem deixou de cuidar bem do maridão e sempre dava uma mãozinha à filha, destreinada no cuidar do netinho...


Queria viver 100 anos, mas não importava muito para as recomendações dos colegas médicos, pois não tomava direitinho os remédios para hipertensão e, por isso, teve dois AVCs; era diabética, mas menosprezava a dieta. Mesmo assim, lúcida, morreu aos 87 anos de idade, tendo ao lado o seu fiel escudeiro, o marido Vassili. Andrei, médico, segundo filho meu e de Nina, que me deu a noticia de sua morte, foi o primeiro a chegar para chorar a morte da avó e consolar o avô em pranto!


Sempre procuro amar redobradamente as pessoas que me amam! Em Maria, sentia a profundidade do seu amor pelo genro estrangeiro, a confiança que em mim depositava! Foi , diante dessa constatação, que sinto a sua morte, quase uma ano depois da de sua filha Nina!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Morre em Moscou Maria Barinova, mãe de Dra. Nina

Faleceu ontem (27), em Moscou, a senhora Maria Vassilievna Barinova, mãe da médica-neurologista Nina Barinova.

O médico Andrei Barinov comunicou a notícia ao seu pai, Salomão Gurgel, e ao irmão, Vassili Barinov, na noite de ontem.

Natural de Yaroslavl, na Rússia, ela completaria 87 anos de idade, no próximo dia 31 de dezembro.

Maria Barinova deixa marido (Vassili Ivanovitch Barinov), filho (Yuri Barinov), netos e bisnetos.

Ela esteve duas vezes no Brasil. Inclusive, em Janduís, onde conheceu os familiares de Dr. Salomão Gurgel, esposo de sua filha, Nina.

No próximo dia 15 de dezembro, a morte de Dra. Nina Barinova vai completar um ano.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Os Anjos do Inferno!
Eles estão entre nós! E não têm asas... Adquiriram configurações humanas! Alguns tentam ser, até,  amorosos, afetuosos... Sorriem! Distribuem beijos e acenam e tentam ficar, sempre, por perto, como se fossem Anjos da Guarda!
Mas são os Anjos do Mal, enviados para nos destruir! Apenas, tornaram-se modernos! Ah, esses tempos de Internet, de celular, de facebook, de twitter, de iPod, de tantas coisas mágicas... Satanás tinha que se tornar antenado e enviar os seus emissários no melhor estilo e figuro...
O  Anjo do Mal vai em cima do jovem, que, inocente, o recebe encantado, como o sapo é atraído para a morte pela serpente. Anjos do Inferno afagam e alisam, parecem consoladores e piedosos, mas injetam na vitima o veneno da morte, dizendo pra ela: beba, pois você é inteligente, corajosa, destemida...
Os Anjos do Inferno tem o poder da sedução: levantam a bandeira da libertinagem generalizada, convencem a vítima que seu pais são caducos, que seus lideres são opressores, que tudo tem que ir abaixo... Os Anjos da Malignidade falam, andam, amam, fazem sexo, bebem vinho e são capazes de dizer frases de amor!
Anjos do Inferno já não usam espetos, nem roupas escuras, nem fedem a enxofre! Usam roupas de grife e se perfumam com as melhores essências francesas! Anjos do Mal fazem pactos de amor com pessoas poderosas, retiram-lhes recursos para a prática da submissão em troca de favores!
Anjos do Mal não querem, apenas, o poder dos Infernos: objetivam o poder dos homens, para subjugá-los e tragar suas almas... Anjo da Malignidade entra no parlamento, elege-se executivo, transfigura-se de magistrado, estabelece sentença, comanda a força da repressão...
Anjos do Mal estão por toda a parte: podem estar aí bem pertinho de você, lhe convidando para a bebida, para a transa infiel, para o crack, para se associar a ele na prática do crime; mas pode lhe cantar, dizendo que quer ser seu salvador, seu guia, seu vereador, seu deputado, seu prefeito, seu senador, seu governador, seu presidente!
Ele tem jeito para aparecer com tal e para tudo! Diz que quer ajudá-lo... Oferece de tudo a você! Mas, em troca, o Anjo do Diabo quer apenas a sua alma. E quem sua alma vende ao diabo,como escravo, caminhará para o Inferno!

domingo, 20 de novembro de 2011


 Eu...
 Já não sou um jovem revoltado e infeliz...Sou um velho que tenho a sabedoria de viver aos 63 anos e sentir, nos meus afazeres diários, o vigor e a exuberância de quem soube preservar a juventude do espírito, sempre fortalecido pela energia do amor...

    Sonhei os sonhos de criança e do jovem e, na maturidade, avaliei: fui além dos meus sonhos. Deus me deu muito mais do que precisava, deu-me em abundancia para compartilhar com o próximo!

   Deu-me uma inteligência privilegiada para assimilar o bem e isolar e destruir o mal... Deu-me determinação e força para nunca parar, nem desistir;  deu-me o dom de fortalecer o fraco e dar esperança aos que perderam a fé; deu-me a sabedoria do líder e  a capacidade de ser humilde; ensinou-me a arte de sentir o inimigo, perceber a sua soberba e ambição e deu-me a espada afiada que separa cabeça do corpo!

     Soube repreender o ódio e esvaziar o meu coração da angustia daqueles que padecem pela inveja e cobiça, libertando-me para a prática  do amor pleno, que não nos magoa, nem nos faz sofrer! Portanto, ando pela terra, flutuando no mundo das nuvens para melhor contemplar a beleza e singeleza do belo, envernizado com a cor vermelha libertária do amor!

      Levou-me, em mãos seguras, em linhas retas e bem traçadas, à Rússia de Tolstoi, de Dostoievski, de Puchkin, de Maiakovski, de Tchaikovsky, de Gagarin, de Lênin, de Nina (a mulher que me encantou e, depois, desencantou-se, subindo para Sua Dimensão!), dos filhos Vassili e Andrei, que tem em suas veias e artérias o sangue fundido russo-nordestino...

    Trouxe-me de volta, do frio para o calor, com um diploma de médico nas mãos e uma belíssima família russo-brasileira, onde se sobressaia a coragem , a determinação, a inteligência de uma mulher, que, por amor ao seu marido, se fez sertaneja, abraçou as suas causas e princípios, deixou-se consumir, fiel ao amor e que, na morte, preferiu ser coberta pelo manto da terra janduiense.

    Golpeado de morte ou pela morte, cambaleei e sentir o mundo desmoronar aos meus pés! Mas não demorou muito a minha prostração! Uma leveza me elevava em espírito! Uma força mágica tirava a fraqueza do meu corpo e da minha alma... Comecei a perceber que tinha uma nova alavanca para acelerar a velocidade que começava a desenvolver.

    Anjos em forma de Humanos apareciam. Sorrisos de amor faziam a nova animação do espírito e do corpo. Reconstituiu-me aquela que, vencendo preconceitos, invejas e calúnias, me renovou no amor e na lealdade, próprios daqueles que sabem doar-se...

    E hoje, estou aqui! Cheio de esperança, sonhando com minha gente e com os que me amam! Sentindo-me como aquele adolescente , que, amando e vendo as coisas acontecerem por obra e graças suas, vai para a praça verde, masca chiclete e pula numa perna só, como se mangando estivesse dos fúteis e prepotentes, como se quisesse dizer: besteira, viver é tão simples!       

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Sou o que sou, um brasileiro vencedor que acredita em si e no meu PAÍS!
Perguntas que homem é este e não conheces o Pais em que  nascestes? Cego és? Ou estúpido fostes criado? És uma vergonha para tua cidade, para tua família e para teu país! Certamente, para teus amigos, também!
Não sentes nenhum pudor, oh filho de Deus, ao notar que tudo mudou em torno de ti? Nada reconheces de bom? Não vês praças floridas? Não sentes a alegria, brotando da face do jovem e do velho, que cantam assim, “nosso povo está feliz”!?  Não enxergas a rua calçada, onde fica a tua casa? Não falas com tua irmã, professora, que hoje ganha o piso salarial de Hum mil, l87 reais e 17 centavos e só não ganha mais porque tu e teus colegas de oposição não aprovaram ainda o Plano de Cargos, Carreira e Salários do Magistério?
O homem que faz acontecer na tua terra, bem conhecido de milhares, sou eu, que só tu, pobre míope político, ainda não descobristes? O homem , a quem desconheces, é filho de um País chamado Brasil, que amo e que tu perguntas na tua ignorância: “Ei, que país é este?”  Um país maravilhoso e tolerante, que só falhou numa coisa: “Não te proporcionou a educação necessária para termos um imbecil a menos entre nós?”
O homem por quem perguntas é o que conduz o teu povo com sabedoria e humildade, e que tantas vezes te derrotou, pois o povo, que ignoras, te conhece muito bem e não se deixa enganar, nem se sufocar pelo lodo que sai de gargantas do diabo!
Pois, bem! O homem é este! Aí, bem visível... Exuberante, extraordinariamente lúcido! Estrategista vitorioso e cheio de fulgor para travar os combates e continuar avançando, vencendo o mal, o opulento, presunçoso, o enganador, o enrolador e fazendo valer a transparência, a honestidade, a harmonia e o amor!
E o país é este: o Brasil, que vence a miséria e passa a ter um povo mais feliz, menos dependente dos falsos “líderes”, que, se não comprassem o voto de pessoas humildes e despolitizadas, não ganhariam nem para o Conselho Fiscal de empresas falidas...

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Eu Gostaria…
Qe você não me odiasse, mas está cheio de ódio e furor! Que você se espelhasse em mim, mas sua alma não tem o reflexo da bondade! Que você tivesse o meu brilho, mas se tornou um espelho opaco e sem reflexo!  Que você não sofresse tanto por ter tanta inveja do meu sucesso, mas é um fracassado sem forças pra se levantar! Que você tivesse sido gerado num singelo ninho de amor igual ao meu, mas é fruto de um ato gozado sem ternura e carinho!
Eu Gostaria...
Que você tivesse, como eu, caminhado pelas ruas e estradas, com uma mão segurada por pai e a outra por mãe, mas sua infelicidade foi que não teve ele ao seu lado e ficou capenga! Que você tivesse a harmonia da grande família que eu tive, mas não teve como eu tive um arquiteto e uma desenhista para elaborar o seu projeto de vida!  Que você tivesse crescido, recebendo dos seus pais, parentes e amigos, os valores da honestidade, da honradez, da dignidade, da solidariedade, mas hoje é um saco vazio que não se põe em pé!
Eu Gostaria...
Que você tivesse estudado e aprendido como eu, que tivesse as oportunidades que eu tive, mas é vc fruto do insucesso, gerado pela preguiça e das suas irresponsabilidades entre a infância e a adolescência!  Que você tivesse sido ousado e persistente, como eu fui, mas é um preguiçoso e sem a menor compreensão da vida!  Que você tivesse sido o líder estudantil que fui, o jovem empolgado e triunfante, mas preferiu você ser medíocre e incompetente, sem sonhos, nem ambições!
Que você não tivesse sido aquele oportunista, que fez a opção pelo engodo,pela ilegalidade, nunca se estabelecendo como cidadão ! Que você tivesse gozado, como eu, a felicidade de ser amado por milhares e ser reconhecido por quase todos como o condutor de pessoas e esperanças, mas nasceu você sem o dom de Deus para tanto!
EU GOSTARIA...
Que você tivesse a minha exuberância, meu vigor e minha força que, aos 63 anos, tenho e me realizo, como homem, líder e bom amante, fiel e seguro, mas você se deixou superar pelo seu egoísmo, arrogância  e, hoje, parece um carcomido pelas maldades praticadas e castigos pela Prática do mal!
Que você se corrigisse e fizesse uma autocrítica: a prática do mal é a atitude mais certeira de destruição da vida!
Olhe pra mim! Veja que sou um vencedor! Enquanto você é a expressão do fracosso, dobrado pelas suas ambições , fraquezas, temores e mediocridades!  

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

“DAI A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR”


EM JANDUÍS VEREADORES QUEREM COIBIR COBRANÇA DO IPTU

Há aproximadamente, 1978 anos, Jesus deu uma lição sobre a obrigatoriedade de se pagar impostos. EVANGELHO (Mateus, 22, 15 – 21): ”Naquele tempo, os fariseus fizeram um plano para apanhar Jesus em alguma palavra. Então mandaram os seus discípulos, junto com alguns do partido de Herodes, para dizerem a Jesus: “Mestre, sabemos que és verdadeiro e que, de fato, ensinas o caminho de Deus. Não te deixas influenciar pela opinião dos outros, pois não julgas um homem pelas aparências. Dize-nos, pois, o que pensas: é lícito ou não pagar imposto a César?” Jesus percebeu a maldade deles e disse: “Hipócritas! Por que me preparais uma armadilha? Mostrai-me a moeda do imposto!” Levaram-lhe, então a moeda. E Jesus disse: “De quem é a figura e a inscrição desta moeda?” Eles responderam: “De César”. Jesus então lhes disse: “Dai pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”.

Pois bem, ontem, 08/11/2011, em sessão na Câmara, três vereadores (Jozenildo Morais, Fábio Dantas e Lígia Félix) manifestaram a sua intenção de entrarem com um Projeto de Lei, proibindo a cobrança do IPTU, no Município.

Além de desrespeitarem o Evangelho de Jesus, os Vereadores em nome do proselitismo político, atentam contra a Constituição Federal e a Lei Municipal nº 118/90. Vale ressaltar que, minutos antes, o Vereador Jozenildo Morais fez um pronunciamento, exigindo do Executivo Municipal, a reforma e ampliação do Cemitério Público de Janduís, demonstrando assim, sua total ignorância sobre a origem dos recursos, para este obra, que é o IPTU. O Vereador Fábio Dantas, que é um devedor  contumaz do IPTU, foi notificado e “convidado” a comparecer à Coordenadoria de Tributação, para negociar a sua dívida, referente a 2006/2010. Não compareceu e a cobrança foi feita pela via judicial, como manda a Lei. Ocorre que, ao receber a sua Citação o Vereador foi abordar, no meio da rua, o Coordenador de Tributação, dizendo que ia constituir advogado, para não pagar da forma que está sendo cobrado. O que é que o cidadão janduiense, que trabalha ou é aposentado, que cumpre os seus deveres, pode esperar destes vereadores?

Ressalte-se, também, que os três vereadores são católicos (apostólicos, romanos) e devem ter ouvido a homilia sobre o referido Evangelho, na Missa celebrada na Igreja de Santa Teresinha, no sábado 15/10/2011.

O vereador Fábio Dantas que, no final de 2010 rasgou a sua notificação, em frente à Prefeitura, ao abordar um funcionário no meio da rua, para fazer o seu protesto, certamente se enquadra na Lei Municipal, que versa sobre o assédio moral.

ISTO SE A GENTE NÃO TIVESSE QUE PERGUNTAR: QUE PAÍS É ESTE?

Queremos esclarecer a população de Janduís, principalmente aos contribuintes do IPTU, que não se deixem enganar por quem tenta desrespeitar a Lei, em benefício próprio, com o objetivo eleitoreiro e altamente prejudicial ao desenvolvimento sócio-econômico e a promoção dos princípios da cidadania, do nosso povo.

É SÓ PERGUNTAR: por que estes Vereadores hoje querem rasgar as Leis, que um dia eles mesmos aprovaram?

terça-feira, 4 de outubro de 2011


Eleitor de Janduis Mostra Pujança e Vigor do PT e da Administração
Segunda-feira, dia 3, feriado estadual, mas centenas de janduienses encheram a Casa da Música para reafirmar sua aprovação à nossa Administração e dizer que o que está dando certo não deve ser mexido. Também, podera: o município vive um ótimo momento de sua vida: casas populares, esgotamento sanitário, drenagem e pavimentação de ruas, praças, urbanização, mais saúde e educação, a agricultura sendo estimulada, construção civil em desenvolvimento, empresas sendo criadas, comercio vendendo pra valer, novas oportunidade na geração de emprego e renda....
Durante mais de duas horas, todos ficaram ouvindo as nossas explanações e depoimentos positivos de populares.... Foi prazeroso! Apesar do calor e da fome, pois já passava das 12 horas... Foi emocionante ouvir os depoimentos de seu Nelson, do artista Rogério, do chefe da agencia dos Correios, de Paulinho de Vitor, de Braga, de Karl Marx, de Raildon Lucena, de Lourinalda, do professor Renio, de Gaspar Brilhante, de Lázara, de Nailka, esta bastante emocionada por ver que o seu nome é o preferido dos eleitores que votam conosco para as próxima eleições municipais. Ficou patente que Raimundo do Sindicato tem a preferência do eleitorado rural e que, se ele e Nailka fecharem uma chapa majoritária fica muito difícil para aqueles que se opõem  ao projeto de uma Janduis cada vez mais desenvolvida e de um povo feliz!
O povo de Janduis demonstrou apoio maciço ao Governo da Presidente Dilma e desaprovou esmagadoramente os 10 meses de Governo da Dra. Rosalba... Nossa gente não perdoa por que a médica Rosalba cancelou o convênio paralisando a reforma do Hospital de Janduis, iniciada no governo de Iberê, em convênio com a Prefeitura de Janduis...
Muita gente, que antes não nos apoiava, hoje, vem dizer que está conosco, como Cícero Lopes, Cavalão, Walter,Manezin de Zita, etc...
É assim que vamos consolidando o processo de crescimento político e tendo mais confiança no futuro, na nossa querida Janduis.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011


Em Ipanguaçu, Janduis e Parelhas o PT mostra que governa melhor!

Prefeito Leonardo Oliveira - Ipanguaçu/RN

Leonardo, do PT, chegou ao poder em Ipanguaçu por uma dessas benevolências da vida! Mas arregaçou as mangas e trabalhou feito um leão... Resultado: o povo fechou ao seu lado e sua reeleição é tida como certa até pelos adversários! Fui testemunha disso, na concentração ali realizada no domingo passado...
Chico, do PT, professor, vereador, soube negociar com o PMDB e ganhou a eleições... Também, foi conversar com o seu povo e definir prioridades.  Acertou em cheio! Sua gente está satisfeita e parece que vai mais longe: hoje, conta com 70% de aceitação do seu eleitorado...

Encontro de Filiação do PT - Ipanguaçu/RN - 25/09/2011
Em Janduis, que tem uma história consolidada, que elegeu o primeiro prefeito petista do RN, e já vai  completar 28 anos de administração do PT dos  49 de vida emancipada, tudo indica que vamos eleger a primeira mulher petista prefeita em cidade do estado.
 

Deputada Federal Fátima Bezerra

Com a ajuda da deputada Fátima Bezerra e apoios dos Governos Lula e Dilma, não nos tem faltado recurso para as grandes obras estruturantes que levam a consolidação de uma vida melhor para o nosso povo.
Praças, calçamento, casas populares, urbanização de ruas, saneamento e esgotamento, transporte escolar, creches, escolas, postos de saúde, etc,  tudo contribui para mostrar que, ali onde o PT governa presente está a melhoria das condições de vida do povo...

União de Forças
Em Janduis, o nosso povo aponta para a continuidade dessa marcha impressionante que resulta em momentos de afirmação e de crença de que as coisas melhoram e que nada nos desvia dessa caminhada progressista! 

quarta-feira, 24 de agosto de 2011



Comissão Executiva do PT de Janduis, por unanimidade, registra filiação de Nailka Alencar Saldanha.


Reunida, na noite de ontem, a Comissão Executiva do Partidos dos Trabalhadores, em Janduis, aprovou, por unanimidade, o pedido de filiação da Secretária de Empreendedorismo, Trabalho, Habitação e Assistência Social, Nailka Alencar Saldanha.
Composta por Almeida, Emanoel, Berg, Martilene, vereador Paulinho de Vitor e Zé Bezerra (ausente), a Executiva rejeitou o pedido de impugnação feito pela filiada Ceição Morais contra Nailka...
A partir de agora, a Secretária Nailka volta a ser, de fato, militante do Partido dos Trabalhadores, credenciando-se para ser mais uma pré-candidata do PT a prefeito de Janduis.
Ela vem realizando um bom trabalho frente a sua Secretaria, principalmente, no que diz respeito a execução dos programas do governo federal, como Bolsa Familia, Pro-Jovem, Casa da Familia, erradicação do trabalho infantil, política de habitação popular, capacitação de pessoal e assistencial soial ao carente...
Pessoas da comunidade, há meses, começaram a apontar Nailka como um nome para a disputa municipal do próximo ano...
Enquanto prefeito e filiado ao PT, venho trabalhando para unificar o PT janduiense em torno de um projeto de continuidade do desenvolvimento sustentável do município e Nailka é apontada como sendo bem qualificada para conduzir esse grandioso trabalho...
Para tanto, tenho tido boas conversas com os cinco vereadores petistas: Raimundo do sindicato, Braga, Renio, Paulinho de Vito e Adeilson; já tive varias conversas com o Presidente do PT municipal, Almeida e com 9 dos 11 membros do Diretório Municipal.
O que quero, agora, é fortalecer o PT e preparar a militância para a grande luta do próximo ano. Já conseguimos unir os nossos principais líderes e, agora, é mostrarmos para o nosso povo que vamos estar preparados para continuar o projeto de desenvolvimento e bem estar social do nosso povo!

sábado, 20 de agosto de 2011

Ei, espere por mim!!!
Você nem notou o meu estado, estava querendo tanto... Apenas um olhar, que alcançasse a profundeza do meu espírito! Mas você, sei lá, parece me considerar alguém superior, que não mereço ser dimensionado e como tal ser entendido! Melhor ser visto e entendido como o que é comum, com momentos de grandeza e fraquezas, que cansa e se recupera... Mais ainda, o homem que sobe como uma águia em vôo ascendente, mas que pode despencar como uma pedra ladeira abaixo!
O segredo de tudo está naquela proporção que você extrapola por causa dos seus sonhos, desejos, oportunidades, arrojos e eficácia de sua capacidade.  Nisto tudo, você se agiganta e as circunstâncias o lançam num mar revolto, no comando de um barco ao qual todos se agarram e dizem: “Mas se ele está ai, no comando, não há tempestade que nos afogue e seremos salvos!” E o gigante forjado se avoluma e estufa o peito, olha pra os seus socorridos e exclama: “Realmente, vocês são náufragos da vida e estão , sempre, necessitando de alguém que lhes lance uma bóia!”
Mas tudo isso acontece, porque assim é o decorrer da vida: não somos iguais, nem parecidos, somos de níveis mentais diferentes, chegamos a patamares inferiores ou altos demais, uns sobem e outros descem, nascemos e morremos... A glória cobre os heróis e covardes se afundam no pântano dos infortúnios!
Se você nasce para comandar, não se omita, assuma o seu lugar de líder! Para o comandado só resta o conforto de aceitar que, na vida, haverá alguém para lhe ajudar a seguir em frente!
Nunca se atormente     pelo fato de você “não ser o maior!” Ser medíocre  não é o mesmo que ser incapaz... É ser mediano , isto pode ser entendido, também, como aquele que é “média-ouro” , que é a maioria dos seres humanos...
Mas o mais importante é que todos saibamos: todos somos iguais no sentimento do amor e do ódio: a diferença está em que uns cultuam mais e fazem florescer o amor e deles colhem os frutos da prosperidade; outros nutrem a malignidade do ódio e fenecem nas chamas do seu próprio inferno!   

quinta-feira, 18 de agosto de 2011


Mas eu não tive a intenção!


De ferir alguém, quando queria salvar o próximo; de fazer chorar, quando queria alegrar o triste; de causar confusão, quando queria explicar;  de levantar suspeita, quando pretendia tirar dúvidas; de passar por desonesto, quando queria receber certidão de honradez; de parecer orgulhoso, quando enaltecia a minha humildade;  de parecer fraco, quando não consegui sustentar as lágrimas que rolaram...
Não tive a menor intenção de destruir quem imaginou ser eu seu algoz; de alguém sentir-se destroçado por imaginar ser eu um rolo compressor; de roubar sonhos alheios, quando os meus já eram realizados; de frustrar aquele que queria amar a bela, quando ela já era a ternura do meu aconchego;
Nunca tive e nem quero a ambição do avarento e do ganancioso; nunca pensei em levar a culpa do fraco, do preguiçoso, do inerte, do falador sem ação só por que fui forte, trabalhador, dinâmico , guerreiro sóbrio...; não tive a menor intenção do fracasso de quem ficou sem povo, sem espaço, sem afeto, só por que cheguei..
Não tive a intenção, nem levo a culpa pelas quedas de quem caiu e não tentou se levantar; nada tenho haver com o insucesso daqueles que tiveram sua vez e dela não souberam tirar proveito! Pobres coitados, que vivem do ódio e se alimentam nos canais de suas frustrações: nada tenho a ver com ele! Nada foi intencional!
Meu coração transborda de amor e nele não há lugar para ferir ninguém: de uma coisa tenho certeza: quem com espada vem me ferir, com ela própria se sangra e morre, pois tal é a sina dos que transgridem contra os justos!!!!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Quero dizer que acredito…
Vejo e sinto uma nova realidade! Da cidade que se moderniza e se torna mais humana; da criança que vai pra escola aprender; do jovem que entra no ônibus e vai pra Universidade; do professor que se capacita e oferece saber de qualidade ao seu aluno; do operário que vai construir a casa, a praça, o esgotamento, o matadouro...; do poeta que faz e recita a poesia; do jovem que estuda e sonha com o seu negócio; do agricultor e do pecuarista que se capacitam pra produzir mais; do agente de saúde que prima pela saúde de sua gente; da mãe que, pensando na vida dos filhos, vai aos encontros pra melhor se informar; do idoso que vai ao encontro de confraternização pra se incluir no processo social; do agente público que, ético e honesto, só pensa no bem comum...
Sonho? Não! Esta é a realidade de Janduis, pequeno município de menos de 6 mil habitantes, no interior do Rio Grande do Norte, 280 km distante de Natal... E tudo começou de sonhos e esperanças dos seus filhos, que acreditaram que é possível se viver melhor...
Agora, para se continuar na certeza de uma vida cada vez melhor, é só acreditar.  Acreditar que, se fomos capazes de superar os momentos mais difíceis, não devemos temer o futuro! Acreditar que estamos no caminho certo: temos exemplo, experiência, clareza e pessoas capazes e dispostas a conduzirem a marcha!
Longe de nós os maus presságios de alguns, que de tudo fazem para que, em Janduis, se processe o retrocesso de Natal, que tanto sofrimento causa aos natalenses e do Rio Grande do Norte, que amargamos, hoje, os dissabores da frustração e do desencanto...
O povo de Janduis é, assim: corajoso, destemido, inteligente, sabe fazer a melhor escolha e quando acerta, como sempre o faz, continua firma nos seus propósitos. Orgulho-me de ser filho de Janduis e, ao completar 14 anos sendo seu gestor maior, em 50 anos de municipalidade, vejo que esta gente brava e altaneira não pretende recuar: ela quer progresso, bem estar e justiça social! 

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Salomão Gurgel circulou na coletiva de Rangel ao lado de sua pré-candidata a prefeita

Apesar de todas as atenções, durante a coletiva deste sábado (13) estarem voltadas para os pedetistas José Rangel e Carlos Eduardo Alves, quem também acabou roubando a cena foi o prefeito de Janduís, Salomão Gurgel (PT).

Amigo e ex-colega de partido de Rangel, quando militavam no Partido dos Trabalhadores, Salomão trouxe vários auxiliares de sua administração, dentre eles Nailka Saldanha, secretária de assistência social.

Nailka é a principal aposta de Salomão, na disputa pela prefeitura. Há quem garanta que o prefeito não vem medindo esforços, para fazer de Nailka, sua sucessora na prefeitura.

A chapa preferida de Salomão, que inclusive chegou a utilizar seu twitter pessoal para expressar sua preferência, seria Nailka e o vereador petista Raimundo Canuto. A justificativa é que, se por um lado Nailka reúne elementos como simpatia e articulação, o Raimundo complementa com entrosamento nos movimentos sociais.

Fonte: Blog do Marcos Dantas

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Unir pra vencer e construir


A perspectiva de unir o Partido dos Trabalhadores, em Janduis, reaglutinando os dois principais blocos de forças partidárias, o liderado por mim e o de Raimundo do Sindicato, deixa furiosas e desesperadas aquelas pessoas, que apostavam na divisão do PT para nos derrotar, no próximo ano, e colocar na cidade na rota do retrocesso...
Tanto eu, como Raimundo, temos a consciência de que Janduis vive um momento espetacular de construção em todas as esferas: do desenvolvimento econômico, social, cultural, trazendo a segurança de uma vida mais feliz para o nosso povo!

Não escondemos pra ninguém que tivemos fortes discrepâncias sobre questões partidárias, movimentos sociais e até pessoais... Mas nada nos impede de nos reunir, quando os destinos de Janduis, do seu progresso e do bem estar do seu povo são colocados sob ameaça do atraso, quando nossos adversários assumem o poder na nossa querida cidade!

Para nós, que não arredamos o pé do processo de construção de uma vida saudável em Janduis, a História do nosso povo é Hino de Amor e Paixão, de Emoções e Esperanças!  Enganam-se aqueles que pensam que disputamos eleições para ter o poder de governo: para nós, que vemos o nosso povo viver melhor e mais feliz, a Eleição é o momento especial em que o povo expressa a sua vontade, faz o seu julgamento e aprova o rumo a seguir...

Tanto os meus companheiros, como os de Raimundo do Sindicato, somos sensíveis às querenças da nossa gente: o nosso povo quer que nos unamos, que somemos forças para fazer de nossa terra um recanto do Brasil cada vez mais feliz...

E isso é compreensível! O meu governo, como prefeito do PT, dois mandatos, está sendo cumprido dentro de um governo nacional, dirigido pelo PT... E Janduis nunca viu tanto progresso, tanto avanço! O próximo prefeito ou a próxima prefeita ainda governará dentro de um Brasil petista! Aí surge a questão: pra que mudar de administração do PT em Janduis?   Ora, agora que teremos um PT forte, unido, aglutinando os movimentos sociais do campo e da cidade, liderados pelo povo de Raimundo, com a nossa Administração popular, quão grande será o crescimento de Janduis!

Portanto, estou feliz, porque o PT se une e as duas maiores forças políticas de Janduis estarão juntas para consolidar o poder petista em nosso município!  

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Consenso deverá prevalecer na reunificação do PT em Janduís


No processo sucessório de Janduís, o consenso deverá prevalecer com o propósito de reunificar o PT local. Uma reunião, realizada na manhã de hoje, no gabinete da deputada federal Fátima Bezerra, em Natal, adiantou o rumo das discussões. Estavam presentes, o prefeito Salomão Gurgel, Júnio Souto, Adriano Gadelha, Raimundo Pinto e Olavo Ataíde.

Segundo Salomão, ficou acertado o retorno da secretária Nailka Saldanha aos quadros do PT. A deputada Fátima Bezerra fará toda uma articulação junto à direção estadual do PT para garantir o retorno da pré-candidata governista à agremiação, resultando na confirmação da chapa composta por Nailka e pelo vereador Raimundo Canuto de Brito.

Em contato com a deputada Fátima Bezerra, Salomão Gurgel disse que ela ressaltou todo um trabalho de referenciamento realizando no município de Janduís, junto ao Governo Federal, consolidando uma gestão voltada para o desenvolvimento do Município. Divergências locais, segundo a parlamentar, dever ser superadas e o Partido dos Trabalhadores trabalha com o objetivo do PT continuar administrando Janduís com o mesmo direcionamento desenvolvimentista.

Também são questões de consenso que o prefeito Salomão Gurgel deve comandar todo o processo de reunificação do Partido dos Trabalhadores em Janduís e que a reaproximação dos grupos políticos de Salomão Gurgel e de Raimundo Canuto tem total respaldo dos petistas presentes nessa reunião.


quarta-feira, 27 de julho de 2011

Salomão anuncia nomes preferenciais para sucessão eleitoral em Janduís
Secretária Nailka Saldanha

Gestor considera a secretária Nailka Saldanha e o sindicalista Raimundo Canuto de Brito como os melhores nomes para administrar Janduís

Avaliando o atual quadro que está se desenhando para as próximas eleições, em Janduís, o prefeito Salomão Gurgel (PT) anunciou que o seu bloco político deverá apoiar o nome da secretária de Assistência Social Nailka Alencar Saldanha como pré-candidata a Prefeitura de Janduís, em 2012. Para o cargo de vice-prefeito, Salomão declarou que o PT deverá indicar o vereador Raimundo Canuto de Brito, também do PT.

De acordo com Salomão, Janduís está vivendo um momento de grande efervescência e as forças políticas marcham com o propósito de preservar e manter o desenvolvimento de Janduís. Ela afirma que uma demonstração disso ocorreu durante a realização das comemorações alusiva ao Dia do Trabalhador Rural, que contou com a presença de, aproximadamente, 300 pessoas.
Vereador Raimundo Canuto de Brito

O prefeito petista afirma que os entendimentos junto à direção estadual do PT já estão adiantados. “O PT trabalha no sentido de unificar as forças que realmente tem a responsabilidade de continuar esse projeto político”, declarou.

Salomão afirma que há uma boa receptividade por parte do grupo político do vereador Raimundo Canuto de Brito. “Acredito que estaremos fechando uma aliança para a composição da chapa que vai concorrer nas próximas eleições” ressaltou. Ele completa dizendo que essa união vai consolidar uma correlação de forças dentro do PT de Janduís,“neutralizando completamente os que conspiram contra a administração”, assinalou.

No entendimento de Salomão, os nomes de Nailka e de Raimundo trarão uma nova perspectiva de condução do processo político em Janduís. Ele esclarece que, nos últimos anos, o PT sofreu abalos que resultam no esfacelamento da agremiação local, mas acredita que com essa nova correlação de forças o quadro deverá mudar.

Salomão disse ainda que conta com o aval da direção estadual do PT que, segundo ele, “repudia toda essas ações feitas por pessoas filiadas ao PT contra a administração. Uma campanha de difamação e desgaste que solapa o prestígio do PT em Janduís”. Ele completa que à revelia do partido pessoas do PT de Janduís já contataram partidos que fazem oposição sistemática a sua administração, como o PSDB e o Democratas.

Salomão Gurgel justifica a escolha pelo nome de Nailka Saldanha, afirmando que ela possui carisma, visão empreendedora e boa capacidade de mobilização. Já Raimundo Canuto traz o arrojo e a força dos movimentos sociais. “Com isso, vamos ter duas pessoas que terão totais condições de continuar o trabalho de desenvolvimento de Janduís”, finalizou.

terça-feira, 12 de julho de 2011

Entrevista concedida ao Jornal Potiguar Notícias


Prefeito do município de Janduís, Salomão Gurgel tem rica história na política potiguar, já tendo sido candidato a governador e franco-favorito à Prefeitura de Natal. Em entrevista aos jornalistas Pinto Júnior e Cefas Carvalho, Salomão faz uma avaliação da sua vida política, e ainda comenta os governos de Micarla e Rosalba. Confira:


Janduís foi manchete recente na imprensa em função da sua viagem a Moscou, momento esse que o seu vice, José Bezerra demitiu todo o secretariado. Qual a avaliação que o senhor faz desse incidente?
Em primeiro lugar quero esclarecer que Janduís hoje tem uma estrutura institucional. Nós criamos uma base jurídica que nos permite que o município mantenha sua perenidade de administração. A dívida do município está diminuindo, pagamos o piso dos professores, os servidores recebem em dia. Infelizmente, ainda existem pessoas que não tem a consciência da responsabilidade do que é ser um vice-prefeito. Assumem o poder interinamente, e acham que podem fazer todas as modificações. Então, vejo que foi um ato de irresponsabilidade de quem não tem o poder constituído. Graças a Deus, hoje nossa estabilidade está sendo retomada.


Para o senhor, foi uma surpresa a atitude do vice-prefeito? Havia algum indício de que isso pudesse acontecer?
Eu imaginava que como José Bezerra cresceu politicamente graças a mão estendida que demos a ele, uma postura diferente. Eu tive uma surpresa, pois ele já foi prefeito de Janduís, e duas vezes vice com o nosso apoio, então eu imaginava uma postura diferente. Não esperava que o meu secretariado não fosse de acordo com o que ele esperava.


Essa ligação entre o senhor e José Bezerra era entendida como um apoio a candidatura dele, já que o senhor já foi reeleito. Após esse episódio o senhor ainda pretende apoiar o vice-prefeito?
Eu acho que a nossa contribuição foi à renovação política. Ele ainda queria ser prefeito mais uma vez, porém demonstrou uma prática imprópria para tal. Quando foi candidato sem o nosso apoio, teve pouco mais de 100 votos, de um eleitorado de 4000 votos. Então ele achava que podia seguir a mesma trajetória política que eu tive, pois fui prefeito no município por três vezes. Eu não posso dar credibilidade a ele, não posso passar a ele a arte de governar.


Então essa atitude dele pode ter dado fim as pretensões dele e forçar essa renovação?
Eu acho que as pessoas mais cedo ou mais tarde vestem a carapuça, e o José Bezerra teve a sua hora. Por mais que os companheiros sempre avisassem que ele não era confiável, eu sempre pensei diferente.
Nunca acreditei, até por ele ser meu parente distante. Era uma pessoa que eu conhecia, que estudou comigo em Caicó, era uma espécie de irmão. Mas a política, quando exercida por pessoas de mau caráter ele modifica as coisas.


Fonte: Potiguar Notícias